A Loira do Passeio

Cansados de se encontrar escondidos eu e Larissa resolvemos morar juntos,se permitido fosse casaria com ela mas como essas leis retrógradas e preconceituosas do Brasil não permite fomos morar juntos,mas antes disso ela preferiu fazer um curso de cabelos em São Paulo e eu fiquei no apartamento que seria nosso,como era bem localizado(ficava no Leblom)resolvi me mudar logo para lá.Um amigo meu morava nesse prédio e me chamou para jogar um futebol que tinha lá no aterro do Flamengo,fominha de bola como eu sou;fui cheio de vontade,jogamos até mais ou menos 2 da manhã e como estava de carro levei 2 amigos até a Central do Brasil,tive que passar pelo Lapa porque a pista do aterro estava fechada e ali fica um famoso ponto de travestis aqui do Rio e ao passar vi uma loiraça que tinha uma bunda que fazia a da Carla Perez ser reta,coisa gigantesca mesmo e ainda estava com uma calcinha vermelha toda enfiada,como eu odeio bonecas que se viram e me fiz de revoltado pra não sentir tesão,mas como o diabo atenta aquilo ficou na minha cabeça por muito tempo.
Após deixar esses amigos na Central fui em direção ao Leblom e peguei o túnel Rebolças deixando meu vizinho em casa,no meio do caminho a conversa foi sobre a bunda do traveco e ele já sabendo que eu era um T-Lover foi tentando me convencer a parar com essa porra,deixei ele em casa e voltei voado pra Lapa mas ela já não estava mais lá,então me restou ir pra casa,ligar o computador e visitar os sites mais quentes da Internet e gozar vendo fotos e filminhos das Deusas.
Acordei com aquela porra na cabeça e quando deu umas 11:00 da noite coloquei uma bermuda,uma camiseta,um perfumizinho e claro as camisinhas na carteira e parti pra Lapa,passei por lá de novo e nada da loira;quer saber(pensei eu)vou me divertir e foda-se amanhã a Larissa vai chegar e ela é quem “vai pagar”pela loira,deixei o carro estacionado e fui pro meu local preferido o point GLS da Lapa,muitas bonecas lindas mas a porra da loira não me saía da cabeça,veio uma morena linda de olhos verdes eu dispensei,depois uma mulatinha que estava de lentes azuis e um vestidinho preto dispensei também a loira não me saía da memória,resolvi ir embora e quando voltei vi a tal loira parada,fui até lá e troquei uma idéia com ela combinamos o programa e fomos em direção ao meu carro de mãozinha dada ela de vez em quando escorregava a mão pelo meu pau e eu passava a mão naquela escultura que ela chamava de bunda que alem de tudo era durinha.Entramos no carro e fomos pra um Motel na Lapa mesmo,quando entramos no quarto neguei o boquete que ela iria pagar com medo de gozar rápido,então ela ficou de quatro pra mim e eu só não gozei antes de meter porque estava com sorte aquele dia,nas primeiras estocadas tive que pensar em outras coisas,pensei no Mengão que domingo ia decidir o tri carioca com o Vasco,pensei na novela até nas músicas do legião urbana a tática deu certo até certo ponto depois olhei de novo aquela bunda e comecei a forçar meu ritmo não demorou 15 min gozei feito louco.
Ela me confessou que eu era seu terceiro cliente naquele dia e o primeiro a botar no rabo dela,disse que o primeiro só quis boquete e o segundo era passivo e só deu o cu,
Combinamos meia hora mas como ela curtiu na boa me deu a chance de botar naquela bunda de novo,porque talvez ela não teria um ativo naquele dia de novo e como eu não sou burro fizemos amor com ela sentada de costas,pra mim visualizar aquela super bunda,demorou um pouco mais que a primeira mas o gozo foi tão gostoso quanto...resolvemos voltar e ela me deu seu tel e endereço pra atendimento a domicilio foi lambendo meu pescoço e mordiscando minhas orelhas até o ponto dela e quando chegou a hora dela descer deu um beijinho na cabecinha da minha rola,manchou de batom minha cueca e me deu a calcinha dela de recordação,escreveu de batom na minha camisa “um beijo de sua loira Sabrina”e pediu para que eu não sumisse;fui satisfeito pra casa aquele dia e recebi minha Larissa com todo amor e carinho que ela merece,como Larissa as vezes dorme na casa da mãe eu não perco tempo e ligo pra Sabrina e marco um horariozinho com ela e a rola canta gostoso,ultimamente Sabrina parou de se prostituir e com uma mãozinha minha arrumou uma vaguinha no salão de Larissa mas minha “esposinha”nem desconfia que Sabrina é minha amante deixa assim pois é bem melhor.
Gabriel
70% (3/1)
 
Categorias: AnalTravestis
Comentado por morenopira50
5 meses atrás    Visualizações: 1,160
Comentários
Responder:
Reply text
Por favor faça login ou registe-se para inserir comentários.
Sem comentários