This is a print version of story Adoro a rola do papai by EstellaM from xHamster.com

Adoro a rola do papai

Certo dia veio a aterrorizadora notícia! Minha mãe havia falecido em um acidente automobilístico.
Como minha mãe havia me ensinado a cozinhar basicamente e a cuidar da casa eu assumi as responsabilidades domésticas. Cozinhava, lavava e passava as roupas. Meu pai queria contratar uma domestica, eu recomendei que não pois as tarefas não estavam pesadas para mim. Passara-se uns anos e nossas vidas se habituara às rotinas.Mas também era visível a tristeza de meu pai.Ele nunca mais havia arrumado uma outra companheira e eu percebia a falta que fazia.

Eu: -Pai! Vc nunca pensou em se casar novamente?Ou tem uma namorada por ai a fora e nunca nos comentou.Meu pai sorriu e respondeu ao mesmo tempo.

Pai:-Por que a pergunta? Está com medo que o papai arrume uma madrasta.

Eu:-Não pai…acho que passou a hora de vc arrumar uma namorada e mesmo casar-se novamente.Eu por muitas vezes percebo sua tristeza.Falta de companhia para poder sair, passear e mesmo para o sexo! Afinal você é homem e deve sentir muita falta disso.

Pai:-Realmente filha…uma companhia feminina em nossas vidas faz falta.É tudo isso que você disse.Mas não encontrei ainda uma mulher eu que pude-se me relacionar compromissadamente.

Eu:Papai tem que arrumar uma companheira que seja quase igual a mamãe.Bonita,caseira,fiel e muito boa de cama…sim! boa de cama.Quero meu pai com uma mulher completa.Meu pai deu risadas com minhas palavras.

Pai:-Filha…você me surpreendeu agora com seus dizeres. Percebi agora que vc já é uma mulher e das mais belas que existe.Se tornou aplicada em suas responsabilidades,honesta e fico até curioso o por que você só tenha namorado um rapaz e depois que se separou dele nunca mais namorou ninguém.

Eu:-O Carlos queria só me comer. Depois que ele deve a primeira relação sexual comigo me chutou a bunda na primeira oportunidade.Foi um grande filho da puta.

Pai:Filha…Eu confesso que já desconfiava que você já não fosse mais virgem.Mas o fato de você me dizer o que seu ex-namorado fez me faz sentir um ódio imenso dele.Se aproveitar de minha filhinha e depois a chutar aos lados.Eu se pude-se eu o mataria.

Eu:Não se preocupe pai.Já passou e eu também não estou nem ai com ele. Pelo contrario.Depois que eu aprendi o que é sexo eu sinto muita falta de algo entre as pernas.Eu disse com essas palavras para ver a reação que meu pai teria.Sua reação foi encabulada,rosto vermelho e percebi que ele estava tremulo.

Eu:-O que foi pai?Eu disse algo errado?

Pai:-Não filha…eu sei muito bem o que você quer dizer.Afinal eu nessas horas também sinto muita falta de uma mulher.Afinal deste que sua mãe morreu eu nunca mais transei.Preferia me consolar sozinho assistindo a filmes em sites pornôs.
Eu:-Nossa pai! Nem mesmo uma putinha,amiga ou alguém sei lá.

Meu pai olhou-me com a cabeça baixa e respondeu:
Pai:-Nem sei mais que forma tem uma bunda feminina,rsrsrsrsrs.
Naquele instante eu percebi que a conversa estava me deixando excitada. Eu estava com minha calcinha fio dental com o fundinho molhado. Eu estava vestindo um shortinho curto,porém comportado.

Eu:-Cacete pai,rsrsrs.Já está assim sua situação?Tudo virou lembranças em sua mente,rsrsrs.

Pai:-Pois é filha.Para você ver a que situação seu pai chegou.

Eu:-Espera pai que vou ajudar você a lembrar.Eu me levantei do sofá em que estávamos sentados e em frente dele eu brinquei com o meu corpo.

Eu:-Olha pai.Isso aqui é uma buceta. Mostrei a ele colocando a mão em minha buceta. Me virei e mostrei minha bundinha.

Eu:-Essa é uma bundinha.Disse eu com a mão apalpando as nádegas.

Pai:-Nossa senhora! Filha…você se tornou uma linda mulher.Mas com roupa o papai já vê muitas nas ruas.

Eu:- Então papai prepara o coração.Dizendo essas palavras eu de costas a ele fui baixando meu shorts vagarosamente. Meu pai arregalou os olhos e me pediu para continuar.Tirei todo o shorts ficando de camisetinha e calcinha.

Eu:-Papai quer ver mais?Fazendo um sinal com a cabeça ele respondeu sim.Fui tirando a camisetinha deixando meus peitos a amostra.Percebi que meu pai estava excitadíssimo! Foi então que eu pedi a ele pra me mostrar seu pau. Ele ficou em pé e baixando sua bermuda deixou aquele enorme caralho a amostra.
Eu coloquei minha mão e com a palma fechada comecei a punheta-lo.Seu pau estava super molhado. Mesmo super molhado eu não fiquei com nojo e me ajoelhando enfiei até a onde coube em minha boca chupando aquele pau quente e grosso.Meu pai não demorou muito me deitou sobre o tapete da sala e tirando minha calcinha começou a chupar minha buceta e eu fiquei mais surpresa por ele saber exatamente o ponto que ele deveria chupar.Realmente o que diziam sobre transar com homens mais velhos ser mais prazeroso era verdade.Meu pai só parou de chupar no momento em que eu comecei a me estremecer e com uma força descomunal eu apertei sua cabeça contra a minha xana ao mesmo tempo que sons e gemidos ecoavam de minha boca.Eu estava gozando deliciosamente e inesquecivelmente pela minha primeira vez com um homem.Coisa que o filho da puta de meu ex-namorado nunca tinha conseguido fazer.Com meu corpo ainda mole e tremula por causa da minha gozada,meu pai me colocou de quatro e com estocadas ligeiras e fortes na minha buceta ele ia se saciando.Não demorou mais de 30 minutos e senti seu liquido quente dentro da minha racha.

Descansamos um pouco abraçados sobre o tapete todo remexido pelos nossos corpos e fomos tomar banho.Fiquei feliz por que no dia seguinte nós repetimos nossa transa.
Story URL: https://pt.xhamster.com/stories/adoro-a-rola-do-papai-937281
ou para poder publicar comentários
Se remetentes de spam comentarem os seus conteúdos, apenas você poderá ver e gerir esses comentários Apagar tudo
Adorei
há 4 meses
Responder