Inesquecivel....

Conheci a Lurdes e o Tó já há uns anos, casal cerca de 10 anos mais velho que eu. Sempre reparei na Lurdes, Mulher a meio dos quarentas e muito bonita, bem tratada, com um corpinho cuidado e em forma. Já o Tó, é um bom vivant, quase nos cinquenta, boa pinta mas com o corpo mal cuidado, onde se destaca claro a barrigona...

Há uns meses reparei que a Lurdes seguia quase diariamente as minhas redes sociais e fazia questão de se fazer notar e sempre que nos viamos fazia uma festa enorme, com beijos e abraços, eu como sempre reparei nela, andava entusiasmado que alguma coisa pudesse vir dali, mas sem nunca lhe faltar ao respeito.

Há dias a Lurdes fez anos, dei-lhe os parabéns e numa mensagem privada disse-lhe que a idade não passava por ela e que ela estava muito bem.

Recebi quase de imediato uma chamada da parte dela a convidar-me para ir tomar café com ela. Obvio que aceitei de imediato. Encontramo-nos e afinal o Tó tb foi. É então que começa a revelação. A Lurdes diz-me que eles gostam muito de mim e que sempre repararam que olho para ela com olhos de fome... Sorri mas não neguei... Então ela diz-me que o Tó quer ver-me a comê-la e que ela adoraria que eu aceitasse... Engasguei-me... mas disse sim... "-Claro que sim Lurdes, adoraria também..!"

Perguntam-me o que faço nesse dia à noite, e como se tratava do aniversário dela, queriam que eu fosse a sua prenda. Mais uma vez me mostrei disponível. Combinamos então para depois do jantar, eles iriam deixar os filhos na mãe dela e depois iriam jantar sozinhos, quando estivessem despachados, davam-me um toque. Aguardei ansiosamente. Por volta das 23 horas recebi a sms... "5 minutos"... E arranquei para casa deles, vivemos a cerca de 5 minutos...

Cheguei lá e reparei que já estavam em casa, estacionei, toquei e o Tó veio-me abrir o portão. Cumprimentou-me e todo sorridente diz um "-É hoje caralho..." Sorri e nem consegui responder ao que ele reforça, "-Relaxa pah, vais comer a minha mulher, não vais morrer...

Entramos e lá estava ela, tb toda sorridente e cumprimenta-me com um beijo ligeiro nos lábios e o "Boa noite" mais tesudo que alguma vez ouvi.

Serviram-me café, um gin e ficamos ali cerca de 20 minutos na conversa, até que a Lurdes diz, "-Tó, vamos lá arranjar-nos!

Fiquei sozinho na sala, estava com uma tesão enorme, ansioso por comer aquela quarentona fantástica.

Passados uns 10 minutos, ouço passos, de salto e um "-Anda lá corno..."

Aquela frase deixou-me completamente eufórico.

Nisto entra a Lurdes, Lingerie Preta, ligas, com algo que parecia uma camisa fina transparente tb preta a deixar ver tudo... Realmente o Tó como figura sexual é uma figura deplorável, gordo e de piroca pequena, bem pequena...

A Lurdes entra, conduz o Tó até a um canto, e diz-lhe, "Senta e não saias daí, corno!"

Sorri para mim, vem ter comigo e diz, "Já viste a triste figura que tenho em casa?" respondi-lhe que realmente o Tó precisava de se cuidar...

Ela beija-me, agora de língua e diz "Finalmente!"... Começo a passar as minhas mãos pelo corpo dela, e que corpo, agora sem roupa ainda mais magnifico é. Ela desaperta-me a camisa, passa-me a mão pelo peito, apalpa-me o caralho e diz "hmmm que duro", ajoelha-se, desaperta-me as calças, morde-me o caralho por cima dos boxers e diz "Não me enganei a teu respeito".

Baixa os boxers, agarra-me no caralho, olha para o Tó e diz, "vês? um caralho a sério, grande e duro!" e mama-me durante cerca de 1 ou 2 minutos...

De seguida, levanta-se, empurra-me para o sofá e senta-se ao meu lado, começamos a beijar-nos, apalpões, tiro-lhe o soutien e finalmente delicio-me com aqueles peitos fantásticos, sem grandes sinais de gravidade, tamanho médio perfeitos e com mamilos bem tesinhos sem serem enormes... Adoro aquelas mamas... Ela senta-se por cima de mim e sussurra-me ao ouvido, "Preciso que me faças um favor", pergunto o quê e ela diz, "preciso que me deixes partilhar esse caralho com o Tó", fico um pouco perplexo e ela continua "Este cabrão só acedeu que isto acontecesse se eu te convencesse a deixá-lo mamar, não valho a pena?" Quase sem pensar respondi-lhe que sim, nunca tinha tido qualquer contacto com homens, mas nem pensei...

Ela dá-me mais um beijo bem molhado e diz "Corno, anda cá cabrão", ele rasteja até perto de nós, ela puxa-lhe pelos cabelos e diz "Queres experimentar mamar, não é cabrão da merda?" Ele abana a cabeça, diz "Manso da merda, agora tb vais virar roto", pega-me no caralho, puxa-lhe pelos cabelos a ele, e direcciona-o para o meu caralho, e ele começa a mamar. Confesso que estava apreensivo, mas a Lurdes, senta-se ao meu lado, diz-me um "Obrigado, não te vais arrepender!" e começa a beijar-me, ficamos ali a namorar enquanto o corno mamava. Pouco depois ela junta-se ao corno e começam os 2 a mamar, ora os 2 no caralho, ora um no caralho e outro nos tomates. A Lurdes pede-me que me deite no sofá, ela coloca-se na posição de 69 e continua a mamar juntamente com o corno e eu fico com aquela rata bem linda ao meu dispor, toda rapadinha e muito cheirosinha, chupei-a toda... Passado mais alguns minutos, paramos, ela volta a puxar os cabelos ao corno, volta para o teu canto, já tiveste o que querias... e vem para cima de mim, senta-se em cima do meu caralho e começa a cavalgar, mas sempre a insultar e a humilhar o corno "Ah que caralho bom, como me prenche a cona, não é como essa merda de piroca que tens e coisas do género... Trocamos várias vezes de posição, fodemos uns bons 20/30 minutos... no fim pediu-me para se vir na boca dela, abriu a boca e mamou tudo, ficou com a boca cheia de leite, ... No fim disse "Agora vou tomar banho com o meu macho e tu ficas aí sem te mexer." Pegou-me pela mão e fomos até à casa de banho, tomamos um belo duche, lavei aquelas curvas todas e ainda tive direito a uma mamada completa no duche... No fim do banho disse-me, agora só preciso de mais um favor, "Quero que me comas o cú, nunca experimentei" fiquei de novo com uma enorme tesão... cada palavra daquela Deusa parecia que me endurecia, sim, vamos a isso!

Voltamos à sala, estivemos um pouco na conversa com ela sempre a humilhar o corno que permanecia no seu canto, até que ela diz, "Agora o meu macho vai ter o privilégio de me comer o cú pela primeira vez e tu vais ver de perto!", deita-o no chão, coloca-se de quatro com o cu mesmo por cima da cabeça dele e acena-me positivamente", que delicia de cú, lambi-o primeiramente, coloquei um dedo e preparei-o bem, depois comecei a comer-lhe o cú, estive 10 minutos a dar estocadas boas naquele rabo delicioso e sempre com o corno a lamber-me os tomates e o caralho enquanto este entrava e saia do cu da Lurdes, avisei que estava quase para me vir, ela retira o meu pau do cú, agarra o corno pelos cabelos e esporro-lhe a cara toda, agora dormes no sofá, que como recompensa o meu macho fica comigo, tomamos banho, fomos para a cama e deixamos o corno sozinho. De manhã voltei a comer a Lurdes, só os 2, sem o corno estar no quarto, no fim vim embora e ela prometeu-me mais... e agradeceu-me... Foi uma das melhores noite de foda que tive... e agora quero mais... alguma tem um corninho lá em casa... Serás tu uma delas?
84% (16/3)
 
Comentado por miguctx
3 meses atrás    Visualizações: 2,555
Comentários (6)
Responder:
Reply text
Por favor faça login ou registe-se para inserir comentários.
3 meses atrás
Obrigado
3 meses atrás
Obrigado
3 meses atrás
Obrigado
3 meses atrás
boa escrita
3 meses atrás
Muito bom, excitante.
Mulheres assim, são do caralho...
3 meses atrás
saiu-te a sorte grande. tambem gostava de conhecer uma Lurdes