Meu Negro Tarado do Onibus Parte 1

O ônibus que eu costumava pegar todos os dias no final da tarde, era sempre lotado e não era raro eu ficar em pé, espremido...É comum nessas situações, as mulheres sofrerem assédio e serem encochadas, entretanto dessa vez eu fui o alvo de assédio...

Estava eu em pé, no meio da multidão, quando um negro alto parou atrás de mim...fiquei um tanto incomodado com aquilo, mas eu não tinha como sair de lado e o mesmo ocorria com ele...como não havia jeito, ficamos ali mesmo...minha bunda pressionava o pau dele e no sacolejo do ônibus, eu ficava involuntariamente me esfregando naquele homem...então senti um volume crescente e percebi que ele estava excitado...por ser homem, eu tenho uma bunda gostosa, redonda empinada e firme...acabei sentindo uma certa excitação com aquela situação...senti a respiração ofegante dele...quase meia hora depois, o ônibus foi esvaziando e sentei-me em um lugar vago e ele em outro...Minutos depois, quando fui descer no meu ponto, nossos olhares se cruzaram e ele me deu um sorrisinho sacana e colocou a mão sobre o pau, que ainda estava duro, como pude perceber...Desci no ponto e quando o ônibus se foi, ele me olhou pela janela e passou a linguá sobre os lábios grossos, me deixando encabulado...Já em casa, eu não conseguia tirar aquele homem da cabeça...Era um negro alto (algo em torno de 1.85m), musculoso, cabeça raspada e cavanhaque...Tomei banho e me peguei pensando nele e estava excitado...Fui me deitar e o desejo ardia em mim...fiquei sem roupa e me masturbei pensando no que havia acontecido e imaginando ele me pegando ali na cama e me comedo...fiquei de bruços com a bunda empinada e bati uma punheta imaginando ele comendo meu cuzinho...gozei gostoso e dormi...

No dia seguinte, eu estava ansioso para pegar o ônibus e reencontrar aquele tarado novamente...Subi no ônibus lotado e fui para o fundo e lá fiquei...Minutos depois, vejo ele subir no ônibus e nossos olhares se encontraram...avido por se aproximar de mim, ele veio pelo meio da multidão e parou atrás de mim...discretamente, empinei minha bunda e senti a encochada...notei que o pau dele já estava duro...ele era discreto e me encochou com discrição para que ninguém percebesse...naquele dia, o ônibus esvaziou mais rápido e vagou dois lugares solitários no fundo do ônibus...segui para lá e ele me seguiu...no coletivo só haviam agora, além de nós dois, três passageiros sentado mais afrente e só eu e ele no fundo...sentei na janela e ele do meu lado...ele etão perguntou baixinho: " Qual o seu nome?" - Eu respondi e ele apertou minha mão dizendo seu nome que era Marcus. Ele então disse: "Gostou das encochadas?". "Sim" - Respondi sem pensar..."Tua bunda é muito gostosa! Vc me deixou louco!" - Eu dei um sorriso e ele continuou: "Bati muita bronha pensando em você". "Eu também" - Respondi sem graça...Ele então deu uma olhada para frente e percebeu que todos estavam distraídos...o cobrador dormia...então, ele abriu o zíper da sua calça e botou sua rola para fora! Era um enorme e grosso mastro negro, pulsando na minha frente..."Pega nele" Ele mandou...Sem pesar muito, segurei aquele mastro e senti seu calor e sua pulsação...comecei a acaricia-lo e a punheta-lo...Marcus olhava vidrado para mim e disse: "Chupa ele um pouco...vai, ninguém ta vendo". Me curvei e comecei a mamar...Marcus segurava minha cabeça contra o pau dele e então, antes de chegar ao clímax, ele me fez parar e disse: "Desce comigo e vamos até minha casa...vamos terminar isso lá...topa?"...Eu estava fora de mim e só balancei a cabeça dizendo que sim...Rapidamente, ele botou o pau para dentro da calça e deu o sinal para o ônibus parar e me fez descer a frente dele, temendo talvez que eu não descesse, pois ele estava louco para me comer...andamos um pouco e por fim chegamos na rua onde ficava a casa dele...era uma casa térrea, com uma garagem...ele abriu a porta e eu entrei...seguimos pelo corredor lateral e ele abriu a porta da sala e entramos...ele trancou a porta e disse para eu sentar no sofá...me serviu um pouco de vinho que tomamos juntos...então, ele tirou a taça vazia da minha mão e me puxou para junto de si e me beijou...eu fiquei tonto, parecia um delírio...ele se levantou, me pegou pela mão e me conduziu para o seu quarto, onde nos despimos...pude vislumbrar o corpo magnifico dele...peitos largos e braços fortes moldados com muita musculação...coxas que pareciam dois carvalhos negros...o pênis era um caso a parte...uma poderosa tora negra, apontada para o alto...como uma putinha submissa, ajoelhei-me diante dele e retomei o que tínhamos começado no ônibus...recomecei a gulosa...eu lambia e chupava aquele mastro negro com vontade de uma puta no cio...lambia o saco dele e voltava passando a linguá por toda a extensão de sua rola...Marcus gemia alto...só de ver o tesão dele eu ficava excitadíssimo...ele então me levantou e disse: "Agora vira que eu quero ver essa tua bunda gostosa"...obedeci e me virei..."Nossa, que delicia!" - ele disse, acariciando ela...passou a mão e em seguida começou a beija-la e mordisca-la....senti um arrepio de tesão percorrer minha espinha...eu sabia que estava chegando o momento de ser possuído por aquele deus de ébano...me deitei na cama e ele veio por cima de mim me beijando e acariciando...mandou eu ficar de quatro e tirou de dentro da gaveta do criado-mudo um tubo de KY e passou no seu pau...então, suavemente, abriu minha bunda e começou a passar a língua no meu cuzinho, que se contraiu ao toque de sua língua grossa...eu gemi e ele disse: "Calma minha putinha...calma que seu negão já vai te comer..." Ele continuou com sua língua, passando e enfiando ela no meu anelzinho...eu estava com as pernas mole de tesão...ele estava praticamente me fodendo com a língua! Quando eu estava quase implorando para ser comido...ele se posicionou atrás de mim e começou a me penetrar, devagar, sem pressa, pois ele sabia que naquele momento, eu era a putinha dele e nada iria impedir ele de me possuir...eu estava um pouco tenso, apesar do delicioso banho de língua que ele me proporcionou...percebendo minha pequena tensão, ele disse baixinho: "Calma, relaxa minha putinha! Você vai gostar...você é minha mulherzinha e estamos só nós dois aqui agora...vou foder esse teu cuzinho de qualquer maneira...pois então relaxa e goza..." O filho da puta tinha lábia e sabia usar as palavras...me entreguei...empinei minha bunda e murmurei: "Então vai meu macho! Vai meu negão...fode meu cuzinho...me faz mulherzinha, me faz sua putinha pra sempre...me faz gemer...Me estrupa!" Ele enlouqueceu de tesão, me segurou com força pela cintura (que pegada ele tinha!) e começou a meter...a cabaçona entrou primeiro...gemi alto e quase gritei...ele me tapou a boca com a sua enorme mão...ele estava agindo como se estivesse me estuprando...aquilo me deixou louquinho de tesão...ele foi enfiando toda a sua tora negra no meu rabinho...eu gemia sob a mão dele...o pau dele parecia um ferro em brasa no meu cuzinho...lagrimas escorriam dos meus olhos...quando entrou tudo, ele destapou minha boca e me segurou pela cintura, me trazendo mais para junto dele...eu podia sentir o saco dele bater em mim...ele ordenou: "Vai puta, empina essa bunda e rebola na minha rola" Ele deu um tapa na minha bunda...empinei mais que podia e comecei a rebolar devagar...Marcus gemia alto...então começou a bombar com força...eu enfiei a cara no travesseiro para abafar meu gritos...meia hora depois, ele me colocou deitado de costas, abriu minhas pernas, as colocou sobre seus ombros e meteu novamente no meu cuzinho...fizemos um delicioso papai-mamãe...ele aproveitou a posição e me beijou...chupava meu pescoço...eu podia sentir todo o peso dele sobre mim e isso me excitava mais...eu gemia no ouvido dele como uma putinha e pedia mais...ele se deitou na cama e me fez sentar no pau dele e cavalgar...eu subia e descia naquela rola, ele me segurando forte pela cintura...voltei por fim a posição de quatro e ele enfiou sua rola com mais força e bombou, uma, duas, três, quatro vez e por fim gozou dando um urro de prazer...senti o jorro forte e quente de seu leitinho invadir meu cuzinho que agora ardia...gozei em seguida, manchando o lençol da cama dele com meu gozo...nos deitamos lado a lado e ele estava ofegante e suando...olhou para mim com cara de safado e disse: "Cara, vc é a putinha mais gostosa que já comi...que boca, que bunda, que cu! Desse jeito vou me apaixonar!"...Ele me beijou e em seguida fomos tomar banho...ele queria meu cuzinho de novo, mas estava ardido e então fiz uma gulosa para ele no chuveiro...ele queria gozar na minha boca, mas não deixei (queria deixar outros trunfos para a próxima vez), ele etão gozou na minha cara...depois, nos despedimos e prometemos nos ver de novo no ônibus, mas deixaríamos a sorte decidir: se nos encontrássemos, eu daria para ele de novo...Claro que eu daria uma mãozinha para a sorte! rsrsrsr

100% (4/0)
 
Categorias: AnalTravestis
Comentado por morenopira50
5 meses atrás    Visualizações: 1,781
Comentários
Responder:
Reply text
Por favor faça login ou registe-se para inserir comentários.
Sem comentários