Meu Negro Tarado do Onibus Parte 2

Nos dias que se seguiram após meu relacionamento com Marcus, não o encontrei mais no ônibus...Passava o dia ansioso para a chegada da hora de ir embora e pegar ônibus e ter a sorte de encontra-lo, mas para minha frustração, não encontrava ele...sozinho a noite na cama, ficava a relembrar nossa transa...a excitação me tomava...sentia um calor no meu rosto e esse calor ia descendo pelo meu corpo...meu cuzinho piscava de tesão, imaginando aquele membro de ébano invadindo ele...eu me masturbava desesperadamente imaginando ele me comendo...ele estava me fazendo falta...eu me setia uma putinha quando estava com ele...gozei chamando o nome dele...

No dia seguinte, após o trabalho, fui pegar o ônibus, mas já ão alimentava mais esperanças em encontrar Marcus...talvez ele não quisesse me ver novamente - eu pensava - Talvez o que aconteceu entre nós foi apenas uma aventura...na verdade era mesmo, no entanto eu queria de novo...

Lá estava eu no ônibus lotado, quando senti uma mão no meu ombro...olhei para trás e para minha surpresa e alegria, lá estava Marcus, exibindo um largo sorriso! Dois lugares ficaram vagos no fundo do ônibus e nos sentamos...perguntei por que ele havia sumido e ele disse que estava trabalhando até tarde e como ele não tinha meu número de celular, não tinha como me avisar...ele confessou que ao conseguia me tirar da cabeça e nem esquecer nossa transa...discretamente, coloquei minha mão sobre seu pau, que estava duro e disse que também ao conseguia esquecer...Ele perguntou se eu queria ir até a casa dele, para matar saudade e eu disse que sim...ele disse que tinha um presente para mim lá...fiquei curioso...logo chegamos e fomos para o quarto...Marcus me agarrou e me beijou, sua mão acariciando minha bunda...abri a calça dele, coloquei sua rola para fora, ajoelhei-me e comecei a mamar...minha vontade era tanta que cheguei a mordiscar...Marcus delirava de tesão e eu com mais tesão só de ver o prazer dele...ele então me fez parar dizendo: "Calma, calma! Temos tempo! Desse jeito você vai me fazer gozar antes da hora!"... Perguntei sobre o meu presente e ele respondeu: "Vou tomar um banho primeiro e você espera aqui na cama. Quando eu voltar, você vai tomar um banho e te dou o presente, ok?"... Concordei. Marcus foi para o banho e não demorou a voltar...ele estava com uma toalha em volta da cintura e fiquei admirando seu corpo atlético...mesmo em baixo da toalha, podia-se ver o volume imenso da sua rola...ele foi até o guarda-roupas e tirou um pacote e me entregou, era meu presente...abri o pacote e nele havia três lingeries de cores diferentes...uma rosa, uma preta e uma branca...eram tanguinhas e uma especie de camisolinhas...examinei as peças e ele perguntou: "Gostou?"..."Claro!" - respondi..."Como você é minha putinha, minha mulherzinha, quero que vista para mim...tome um banho e escolha uma para vestir...te espero aqui na cama"...Fui tomar banho e quando acabei, fiquei escolhendo qual delas eu iria vestir...escolhi a rosinha...a tanguinha era tamanho grande, no entanto ficou bem enfiadinha e cobria bem a parte da frente...vesti a camisolinha...havia ficado muito sexy...sai do banheiro e fui para o quarto...Marcus estava deitado a cama, completamente nu e ao me ver vestindo a lingerie, ficou alucinado...seu pau endureceu automaticamente...ele deu um assobio e se levantou...mandou eu dar uma voltinha e passou a mão na minha bunda, fazendo a tanguinha entrar mais fundo..."Caralho! Você tá um tesão!"...Eu segurei a rola dele, que pulsava de tesão, ajoelhei-me e comecei a mamar...a sensação daquela calcinha enfiadinha na minha bunda me deixava mais excitado...então essa era a sensação das mulheres quando usavam essas calcinhas!...Eu chupava o saco de Marcus e em seguida voltava para a rola...ele então me pegou pelo cabelo e disse: "Vem pra cama tesão"...Me colocou deitado na cama e veio por cima de mim me beijando e chupando meu pescoço...Ele arrancou a camisola me deixando só de calcinha...Eu sentia a pica dele forçando minha bunda...ele me virou de bruços com certa brutalidade e passou a morder e lamber minha bunda...eu gemia de tesão..."Vai putinha, fica de quatro pro teu macho!"...Obedeci prontamente...ele nem se deu ao trabalho de tirar a minha calcinha, puxou ela de lado e meteu a língua no meu cuzinho...ele usava movimentos circulares e em seguida enfiava a língua tentando forçar a entrada no meu rabinho...eu ficava arrepiado e chegou uma hora que eu implorava para ele meter logo...ele então untou sua rola e meu cuzinho de lubrificante e iniciou a penetração...eu empinei a bunda e dei um gemido alto, pois aquela tora negra era enorme e meu cuzinho apertadinho...era um misto de dor e tesão...a pegada dele era demais...forte, dominadora...máscula...eu gemia e choramingava baixinho e ele dizia: "Calma amor...relaxa e fica quietinha...deixa eu comer esse cu bem gostoso...sei que tu gosta...que tava com saudade!...agora com essa tanguinha enfiada tu é mesmo uma putinha...gosta de ser minha putinha?" - "Gosto"...respondi entre gemidos...ele metia com vontade...minutos depois, tirou a rola do meu rabinho, me virou e me deitou de costas na cama...arrancou minha calcinha, abriu minhas pernas e as colocou sobre os ombros...com a mão, ajeitou o pau na direção do meu cuzinho e foi enfiando de novo...ele foi deslizando para dentro...ele enfiou as mãos por debaixo do meu quadril e me ergueu...ele ficou de joelhos e metia...depois, deitou-se por cima de mim...abracei ele enquanto sua boca procurava a minha...estávamos na posição papai-mamãe...ele socava com força e eu gemia no ouvido dele e dizia: "Isso meu macho...fode sua putinha...come sua mulherzinha...assim...vai...mete com força...me come..." Ele aumentava o ritmo e seu suor escorria e cai sobre mim...eu tentava enlaçar suas costas largas com meus braços mas sem sucesso...enquanto ele chupava meu pescoço virei o rosto de lado e pude ver seu braço musculoso apoiado na cama...o peso dele sobre mim...me sentia uma fêmea submissa sendo possuída por seu macho...naquele momento eu era propriedade dele...deixei minha parte feminina assumir o controle...naquele momento eu era mulher...a mulher dele...e minha obrigação era dar prazer para ele e isso me excitava...Marcus sabia aproveitar o máximo daquela situação e seu desejo por mim era palpável...o desejo era reciproco...se sentir desejado nesse nível era delicioso...agora eu podia entender um pouco o prazer feminino...o prazer de se sentir desejado e possuído...a liberdade de não se preocupar com ereção...apenas com o prazer...eu me imaginava não como um homem que se entrega a outro e sim como uma mulher...e Marcus me confessou depois que me vai assim, não como um homem na cama e sim como uma mulher, pois na cama eu agia como uma, e até melhor, ele dizia...Marcus, assim como eu, transava com mulheres...ele dizia que quando estava afim de uma bucetinha, procurava uma mulher...mas eu era especial...outro nível...eu aplicava todo o conhecimento das minhas transas héteros nas minhas transas com Marcus (ou qualquer outro)...vendo como as garotas davam, chupavam, etc...eu aplicava e o sucesso era inevitável...

Marcus me virou de bruços, abriu minha bunda e foi enfiando novamente no meu cuzinho...empinei um pouco a bunda para ajudar...ele foi se deitando sobre mim e com isso seu pau foi penetrando fundo...eu não conseguia para de gemer...logo, ele estava sobre mim...seu corpo cobrindo o meu...seu pau enfiado todinho dentro do meu rabinho...senti a boca dele na minha nuca...lambendo e mordiscando...seus braços fortes passaram por debaixo dos meus e suas mãos seguraram meus ombros, para dar apoio e assim ele começar a socar sua rola dentro do meu cu...Marcus parecia uma britadeira tamanha a força de suas estocas...com uma das mãos ele segurou meu rosto e como eu ameaçava gritar, ele tapou minha boca e sussurrou no meu ouvido: "Agora imagina que estou te estuprando ..sei que vc curte!"...aquilo foi demais para mim...fechei os olhos e imaginei ele um tarado me pegando a força...aproveitei as estocadas dele no meu cuzinho e friccionei meu pau sobre o colchão e dei um gemido alto e gozei e Marcus gozou em seguida...pude sentir o jato de seu leitinho me preenchendo...ele gemia alto e me mordia a nuca...ficamos na mesma posição por alguns minutos, nos recuperando do exercício realizado...depois, ele deitou-se ao meu lado e eu fui para cima dele e nos beijamos demoradamente...ele murmurou: "Você é um tesão...quero te comer sempre...você vai ser sempre minha putinha...minha namoradinha, ok?"..."O que você quiser..." eu respondi amortecido...fomos tomar banho...passei sabonete no corpo dele todo...depois foi a vez dele...me virei e ele começou a lavar meu cuzinho e devagar, foi enfiando o seu dedo dentro dele...eu gemia e rebolava...

então me ajoelhei para lavar sua rola, não resisti e mamei...o pau dele logo endureceu e engoli até chegar na garganta...chupei e lambi e ele avisou se eu continuasse ele ia gozar na minha boca...não resisti e deixei...senti a rola dele inchar e então minha boca foi inundada pelo leitinho dele...chupei tudo e não desperdicei nada...ele estava em êxtase...saímos do banho, nos enxugamos e fomos para o quarto nos trocar...então, ele me pegou pelo braço e disse: "Ta com pressa? Eu quero mais..." - eu não acreditava no que estava ouvindo...ele tinha acabado de gozar na minha boca e já estava pronto para outra!..."Mais!?" Eu perguntei espantado e ele respondeu me puxando para junto dele: "Sim...vc me deixa com muito tesão!"...Fui para a cama e me posicionei de quatro e empinei minha bunda oferecendo para ele que não se fez de rogado e caiu de boca...deu um banho de língua no meu rabinho...eu gemia e sentia arrepios pelo corpo...e antes que eu pedisse, ele já estava me penetrando...depois ele se deitou e eu montei nele e cavalguei seu pau...subindo e descendo...ficamos assim um bom tempo...ai deitei de ladinho e ele por trás metia gostosamente, erguendo uma de minha pernas...ai eu disse que queria que ele gozasse na posição papai-mamãe...na hora ele me colocou deitadinho de costas, abriu minhas pernas, levantou meu quadril e meteu...deitou-se sobre mim e bombou com força enquanto nos beijávamos...não demorou para ele se aproximar do clímax...eu queria olhar para ele e vê-lo gozar...ele deu um urro, jogou a cabeça para trás e gozou gostoso...deu as ultimas estocadas e pude sentir o gozo dele escorrendo para fora do meu cuzinho tamanha a quantidade...ficamos na cama por mais alguns minutos e por fim me arrumei para ir embora, pois já era tarde...Marcus pediu para que eu ficasse e dormisse com ele, mas decidi ir embora, prometendo dormir com ele qualquer dia...antes de eu ir embora, trocamos telefone e combinamos de nos encontrar no dia seguinte...Marcus disse que não queria mais ficar tanto tempo sem me comer...e que era para eu já vir usando uma das lingeries que ele havia me dado...entendi que eu e ele tínhamos um compromisso...e aquila nova situação me excitava...

100% (5/0)
 
Comentado por morenopira50
5 meses atrás    Visualizações: 1,239
Comentários
Responder:
Reply text
Por favor faça login ou registe-se para inserir comentários.
Sem comentários