Minha Sobrinha

Vou publicar esta minha primeira história, vou tentar descrever como tudo se passou pois é

uma história real.

Como devem facilmente imaginar sou completamente doido por sexo e vejo sexo em tudo e

toda parte.

O desejo por foder esta minha sobrinha vinha de longo tempo, mas claro não passavam de

fantasias.

Um altura ela passou uma temporada aqui em nossa casa (sou casado tenho 40) pois estava a

fazer um estagio numa empresa aqui perto e não tinha transportes para casa acabando por

ficar aqui durante a semana.

Havia alguns dias da semana em que a Carla a minha sobrinha ficava algumas horas durante a

tarde por casa antes de regressar a empresa. Uma dessas tardes eu entro em casa e ela estava

a tomar um duche. No final ela sai do WC e passa no corredor com uma toalha minúscula que

praticamente tapava o rabo e as mamas.

_Olá tio já chegaste ?!

_ Sim mas ainda volto a sair, não tinhas uma toalha mais pequena!!?

_ Desculpa pensei que estava sozinha não contava que estivesses.

Logo entra no quarto e vai se vestir e eu a imaginar aquele corpo sem a toalha. Ela era uma

jovem com corpo muito bonito e sensual, muito mais para mim com quase o dobro da idade

dela. Fico com aquela imagem na ideia e entro no WC do meu quarto, fiquei uns bons 20

minutos sentado na sanita ao mesmo tempo que via alguns emails. Passado esse tempo saio

do WC da minha suite e volto ao corredor e ao mesmo tempo também ela saía do quarto para

ir novamente ao outro WC, nisto reparo que ela fecha a blusa muito rapidamente pois estava

toda aberta ainda lhe conseguindo ver o soutien.

Ela entra no WC e diz em voz alta ''merda tio pensei que já tinhas saído, desculpa hoje só faço

merda''

Eu fui junto da porta e disse '' Tens que ter mais cuidado ou ainda matas o teu tio, já não tenho

idade para emoções tão fortes''

E com algum receio deixei quase a fugir dali escapar ''não há duas sem 3´´ e de seguida disse

até logo e saí porta fora meio abananado e cheio de tesão mas ao mesmo tempo embaraçado,

pois não me senti confortável.

Ia a descer no elevador e a pensar o que teria acontecido se eu tivesse me metido com ela,

talvez ligasse ao meu irmão e fugisse de minha casa e eu arranjava um grande problema com a

família, ou então estava a dar uma bela duma foda com ela.

Chego ao carro e dou conta que não tenho a chave e volto a subir.

Entro e anuncio esqueci das chaves ela aparece e diz já tinha reparado e já te ia ligar .

Então ela a dar-me as chaves diz:

_Olha tio estou mesmo muito envergonhada com o que se passou há pouco, estava mesmo

descontraída não contes isto a ninguém muito menos a tia.

Olha Carla são coisas normais, acontece e não precisas ter vergonha primeiro porque já te vi

nua muitas vezes até já te mudei as fraldas e tudo, por isso estás a vontade, não precisas ficar

assim, até teve a sua piada. disse eu.

_ Pois tio falas bem mas eu não tinha o corpo que tenho agora, agora sou uma mulher e se me

visses nua não acredito que seria igual.

_ Entendo o que dizes, mas todos nós temos que controlar nossos impulsos e desejos que não

são moralmente corretos.

_ Sabes tio eu gosto muito de ti sempre foste o tio preferido sempre te admirei e já que dizes

isso acredita que já por muitas vezes eu controlei e muito esses impulsos.

Então perdi a cabeça não sou de arriscar assim tanto, mas descontrolei-me e lancei: Não

acredito que tenhas as mesmas fantasias que eu tenho acho que estamos a falar de coisas

diferentes.

Ela disse '' queres apostar que devem ser parecidas ? Fazemos assim, pegas numa folha de

papel e escreves em poucas palavras um desses desejos ou fantasias e eu escrevo noutra e

depois trocamos e logo se vê.

Fiquei sem palavras e com medo pois podia estar a perceber mal os sinais, no entanto disse ok

vamos a isso.

Escrevi apenas ''pena a toalha pois desejava ver-te nua''.

Trocamos as folhas e quando fui ler a dela dizia: '' à terceira quero que me apanhes mesmo

nua''.

Fiquei sem voz, não sabia até onde podia ir aquilo tinha tanto tesão como medo. Tenho um

casamento muito feliz e não queria arriscar uma coisa daquelas. Consegui a custo dizer '' afinal

parece que estávamos em sintonia''

Ela disse '' Também sinto essa vontade que me vejas nua e de te ver nu, não sei se é algo mais

que isso mas que sinto isso é verdade e faz-me um pouco de confusão.

Quase em simultâneo fomos nos despindo até que ficamos apenas de meias, eu estava cheio

de tesão de pau feito não consegui controlar, ela também estava muito excitada dava para ver.

Encostamos os nossos corpos e demos um abraço onde deu para sentir toda a juventude do

corpo dela. Fazia anos que não sentia o corpo de uma mulher assim jovem, estava a rebentar

de tesão ela muito suavemente tocou o meu corpo lentamente até agarrar meu carallho com a

sua mão e começou a esfregar um pouco, ao mesmo tempo que eu lhe mordia o pescoço as

orelhas e ia tocando todo o seu corpo tentando sentir tudo o que já tinha desejado tantas

vezes. Ela puxou-me para dentro do quarto e deitamos lado a lado na cama, tocávamos o

corpo um do outro suavemente até que eu já doido por comer aquela coninha toda babada

tentei deitar por cima dela. Ela de imediato disse para eu parar, não queria ser penetrada

apenas ser tocada ser observada e me observar também. Afastou-se de mim e começou a

masturbar-se de forma a que eu visse todo aquele tesão e pediu para me masturbar também.

- Tio o meu desejo era este ver-te assim com tesão por mim poder ver teu corpo e sentir-te a

desejar assim o meu.

Respondi que estava a adorar mas que o tesão era demais. Ela aproximou-se de mim e disse eu

ainda sou virgem, não quero ser penetrada desculpa e de imediato começou a morder meu

peito indo em direção do meu caralho. Fez-me um belo dum broche, lambeu-me imenso

tempo estava doido de meter o caralho na boca dela, mas deixei-a fazer como quisesse, deitei-

me para trás na almofada a saborear. Ao fim de algum tempo ela enfia todo na sua boca e

começa a gemer de tesão, toquei-lhe na cona e senti que ela se estava vir em abundancia, logo

de seguida ela mamou de forma a que eu não aguentasse mais e ao sentir que me ia esporrar

avisei. Ela puxou seu corpo para junto do meu e fez-me esporrar no seu peito. Foi um tesão

aquele orgasmo, não sentia algo assim tão forte fazia muitos anos.

Acabamos depois a conversar sobre tudo aquilo dizendo quase ao mesmo tempo que era uma

loucura, mas que foi um tesão enorme tudo aquilo.

Tivemos algumas coisa mais depois desse dia e talvez vos conte um dia destes caso tenham

gostado desta minha aventura.

Bom sexo para todos e até qualquer dia.
97% (37/1)
 
Comentado por antoniricar
7 meses atrás    Visualizações: 5,288
Comentários (11)
Responder:
Reply text
Por favor faça login ou registe-se para inserir comentários.
1 mês atrás
Obrigado pelo elogio.
2 meses atrás
gosto em ler por estar bem escrito e não ser um copypast
6 meses atrás
Obrigado..
6 meses atrás
Obrigado.....
6 meses atrás
Muito bem descrito e com delicioso dinamismo... foste um sortudo...
6 meses atrás
Mto bem escrito. parabéns
7 meses atrás
Obrigado, vou arranjar tempo para contar mais. abraço e muito tesao.
Amigointi...
retirado
7 meses atrás
Excelente conto... Muito tesão
7 meses atrás
Gostei, quero saber o resto.
Tive uma experiência parecida com essa, mas, com a minha "prima"...

Paulo
7 meses atrás
Obrigado pelo comentário. Assim fiquei com vontade de escrever outro conto. Abraço.
7 meses atrás
Excelente, e com tesão fica um tipo a ler um conto desses e a imaginação a trabalhar.
Continua que eu estou cá para comentar