O castigo

Depois de um fim de semana prolongado que ainda ia a meio, arrancamos a grande velocidade do restaurante onde almoçamos no sábado, e sem que a Laura soubesse, já tinha tudo combinado com os nossos dois amigos para quando chegássemos ao Porto.
Saímos da autoestrada e entramos na rua que dava acesso ao local do encontro marcado secretamente, um motel da nossa zona e o nosso preferido. A Laura achou estranho ir para aqueles lados, e só percebeu que algo se iria passar quando parei o carro ao lado de um dos nossos convidados, que já esperava por nós.
A Laura logo ali me perguntou o que se estava a passar, e eu sosseguei-a dizendo-lhe que se ela nao alinhasse nao havia problema, falavamos e conviviamos normalmente.
Saimos dos carros e ficamos á conversa enquanto o nosso segundo convidado nao chegava.
Quando chegou, entramos os 4 no motel num só carro, pagamos a suíte escolhida, com dois pisos e piscina e fomos para dentro.
Ao inicio, o gelo inicial impedia algum movimento mais erótico, até porque os nossos convidados nao se conheciam um ao outro, pelo que depois das devidas apresentações, combinamos que se não houvesse faísca jogava-se cartas eh eh.
Para minha surpresa, foi a Laura que deu inicio ao strip-tease ao despir-se depois de ser desafiada a conhecer a temperatura da água da piscina, e eu pensei para comigo, " afinal isto vai correr melhor do que eu esperava ".
Todos nus dentro da piscina, o nosso primeiro convidado começou no marmelanço com a Laura, e ela não se fez esquisita, alinhando logo na brincadeira.
Eu e o nosso amigo ficamos afastados deles a observa-los, até que eu ganhei coragem de me aproximar e desafiei o nosso amigo a fazer o mesmo. Quando dei por ela, já havia dedos dentro da coninha da Laura, e nós ficamos cada vez mais perto, até ao ponto da Laura chupar um deles, e nós por detrás fomos apalpando a Laura e beijando aquele corpo sedento de carinhos masculinos.
Viramos a Laura para nós e os três seguramos nela á superficie da agua para o nosso amigo lhe fazer um minete, e que bem lhe soube aquele minete, depois de quase dois anos sem sentir aquela lingua..
Sentamos a Laura no meio dos nossos convidados, e ela chupou o V. que ainda nao tinha sentido a boca dela desde que ficamos todos nús. Eu aproximei-me e fui ajuda-la a chupa-lo, até ela perceber que eu dava conta do recado e que podia dedicar-se ao A. Assim que meti aquele pau na boca, senti-o a pulsar pedindo mais, tanto que se não me avisa, vinha-se todo na minha boca, o que até não teria sido mau de todo.
Entretanto, porque tive de parar para ele nao se vir, já a Laura tinha parado de chupar o A. dando-me assim a vez, o que muito me agradou, pois nunca tinha mamado o A., embora já estivéssemos estado juntos antes.
Foi a pura da loucura para mim e para a Laura, mamar dois paus na mesma tarde, sentir dois machos interessados em comer a minha Laura foi demais!
Saimos da piscina e depois de mais umas chupadelas e todas as linguas a passar na cona Laura, finalizamos com uma foda de cada um dos nossos convidados, e uma segunda queca bem animada do A.
O V. teve de sair mais cedo entretanto, não ficando para a segunda rodada.
Quando saímos do motel, despedimo-nos e aí começaram as represálias da Laura:
Estás de castigo, pelo que vais ter de me pagar uma mariscada num restaurante á minha escolha.
Ok, és uma puta cara, mas concordo que devia ter-te avisado e mereço castigo.
Lá fomos ao sítio escolhido pela Laura e regressamos a casa consolados da vida.
Como estávamos sozinhos em casa, fui ao baú das malandrices e comecei a tirar um vibrador e um dildo e perguntei-lhe se não queria brincar mais um pouco. Ela concordou e vestiu-me com lingerie bem feminina, umas cuecas fio dental e uma camisa de dormir, e eu fiquei logo de pau a arder com o cenário. Depois de me tirar fotos para servir de prova do meu castigo, mudei para um mini-vestido e umas meias de liga em rede, e mais umas fotos para recordar. Estava tão excitado que ainda arrisquei a pedir-lhe uma mamada, ao que ela acedeu, mas não me deixou fode-la porque ainda estava com a coninha a doer da maratona de minetes e fodas que levou nessa tarde. No entanto ainda pude ir lá abaixo dar-lhe uns beijinhos enquanto me masturbava, e reparei que a cona da Laura pingava de tesão por me ver daquela maneira.
Masturbei-me enquanto ela me beijava e enfiava a lingua na minha boca, fazendo-me lembrar os paus dos nossos amigos, e vim-me como um touro...
Este conto é real, se duvidarem vejam a galeria "castigo". Se merecerem damos a pass.
96% (25/1)
 
Comentado por andrelaura
2 meses atrás    Visualizações: 1,832
Comentários (11)
Responder:
Reply text
Por favor faça login ou registe-se para inserir comentários.
14 dias atrás
Adoramos!
23 dias atrás
cool
2 meses atrás
Gostei de ler a vossa aventura, porque está bem escrito e é muito excitante, têm mais histórias? Gostaria de as ler.
2 meses atrás
Que tesãoo
2 meses atrás
Muito bem contado
2 meses atrás
Um relato absolutamente delicioso e envolvente.
Imagino a excitação dos intervenientes.
Muito bom, continuem.
2 meses atrás
bom relato, continua a escrever!
2 meses atrás
Olá! Obrigado por lerem. Beijinhos!
2 meses atrás
Depois de ler este conto, ficamos com água na boca...
2 meses atrás
gostei...mas tb gostava de ver as fotos! ;)
2 meses atrás
GOstava de entrar nas vossas brncadeiras